fbpx

Semeando a Vida

O projeto “Semeando Vida” tem objetivo a semeadura de valores e conceitos neo-humanistas em bom solo, ou seja, nas nossas crianças.

Nosso cotidiano tem sido extremamente agitado, chegando as raias de ser agressivo do ponto de vista do excesso de informações e estímulos, novas questões extremamente sérias se apresentam e tornam ainda mais desafiadora a tarefa de criar os filhos.

Nossos cérebros, por uma questão de neuroplasticidade, adquirem a capacidade de gerir esse número extremo de informações, mas a que preço?  Inúmeros novos transtornos são “catalogados” e chegamos ao extremo de termos crianças que não almoçam se o celular dos pais não estiver passando o filminho que elas gostam ou jovens que não saem de seus quartos interagindo muito mais com jogos do que com os próprios amigos.

Já podemos vislumbrar as consequências de tudo isso a medida em que vemos jovens tão disfuncionais. Há trinta anos atrás não ouvíamos falar sobre adolescentes que se cortam com lâminas de barbear e também não tínhamos eventos extremos como os assassinatos nas escolas. O que está acontecendo então? Como prevenir?

Maurício 1 - Semeando a Vida

Precisamos ensinar as nossas crianças com relação a importância da quietude da mente, a importância de ter momentos de silêncio, a importância do contato com a natureza e complementando esse precioso aprendizado, orientar no sentido de uma alimentação rica e saudável.

Estudos extremamente sérios e dentro da mais rígida metodologia científica já comprovaram que nossos níveis de ansiedade, inquietude, falta de foco e inclusive depressão estão relacionados aos níveis de atividade em determinadas áreas do cérebro, que ficam hiper estimuladas, é essencial que consigamos mudar isso, reduzindo esses níveis de atividade.

Nossos cérebros também podem “ser treinados” para que tenhamos vidas mais felizes e tranquilas e esse treinamento deve começar cedo e deve ser inserido no dia a dia de nossas crianças.

Meditante - Semeando a Vida
ge1 - Semeando a Vida

Nosso trabalho consiste nisso. De forma um tanto mais pragmática, vamos explicar como se dá:

1. Fazemos contato com as escolas e propomos passeios das crianças ao nosso espaço, os pais deverão assinar a autorização de passeio acertar um pequeno valor diretamente com a escola.

2. Mandaremos um ônibus até a escola para buscar as crianças no horário normal de entrada, trazendo o grupo até o espaço, acompanhado de ao menos um professor da escola.

3. Ao chegar as crianças vão vivenciar uma aula de Yoga, extremamente lúdica e apropriada para a faixa etária do grupo, desenvolvida por pedagogos e professores de Yoga infantil.

Maurício 2 - Semeando a Vida

4. Seguindo com a aula de Yoga, faremos a meditação, também adaptada para o grupo. Perceba que mesmo que seu filho fique apenas 5 minutos de olhinhos fechados e consiga silenciar por esse período, já será um bom começo!

5. Em seguida teremos um outro tipo de atividade meditativa, chamada de Yoga Nidrá, também devidamente adaptado.

Maurício 3 - Semeando a Vida

6. Após estas atividades que são mais fixas, a escola irá escolher duas outras atividades em um hall das que dispomos, por exemplo, a dinâmica anti bulling e a dinâmica contra o uso excessivo de equipamentos eletrônicos. Observe que a mesma vivência feita de forma diferente para cada uma das faixas etárias.

7. Seguindo com as atividades, a criança irá vivenciar uma dinâmica relacionada a importância da diversidade alimentar.
Este tema nos é de extrema importância, não só por uma questão de saúde física e do desenvolvimento de hábitos saudáveis, mas também por uma questão de saúde psíquica. Muito mais do que as pessoas creem, a alimentação interfere na nossa percepção da vida, altera o nosso humor, beneficia ou prejudica o nosso sono e nos torna mais ou menos propensos a quadros de ansiedade ou depressão.
É essencial desenvolver em nossos filhos o gosto pelo alimento de verdade, que nos nutre em todos os níveis e nos resguarda de futuros problemas.
Também devemos ter em mente que a má alimentação não só ocasiona problemas sérios de saúde, como a diabetes precoce ou a obesidade infantil, como também traz consigo outros problemas, relacionados a auto-estima.

alimentos - Semeando a Vida

8. Após essa vivência teremos uma visita a nossa horta orgânica, com mais de 60 culturas, mostrando a criança a grande gama de alimentos que ela pode experimentar, mostrando que a vida, do ponto de vista da nutrição, pode ser muito mais rica do que normalmente pensamos. Nessa visita as crianças em fila irão plantar sementes em bandejas sementeiras, plantar mudas na horta e colher os alimentos que estiverem disponíveis.

Horta 1 - Semeando a Vida
Horta 3 - Semeando a Vida

9. Teremos então uma visita ao recinto das aves ornamentais, mais uma chance extremamente vivencial para que as crianças percebam a incrível beleza de coisas simples, e a importância do respeito pela natureza e por todos os seres.

10. Finalizando as atividades, as crianças serão levadas para o nosso restaurante e terão uma refeição fantástica, diversificada e rica, que irá fechar a vivência, concluindo nossa semeadura.

Confraria - Semeando a Vida
Buffet - Semeando a Vida

11. As crianças serão levadas de volta para a escola de ônibus, para que possam retornar para casa com seus país.

12. Enviaremos pelas crianças uma pequena “apostila”, na qual os pais terão as receitas daquilo que servimos para os filhos e poderão reproduzir em suas casas. A apostila terá também uma descrição completa sobre como conduzir uma meditação para os seus filhos, incluindo o texto a ser lido e o link para um áudio que dá apoio, algo que pode ser feito diariamente com ganhos fantásticos.

Maurício 4 - Semeando a Vida

Entendemos que esta será uma forma para que os pais tenham em suas vidas momentos extremamente ricos juntos aos seus filhos, estreitando os vínculos afetivos e dando a eles o suporte, amparo e segurança que farão deles pessoas muito mais seguras, menos ansiosas e felizes.

Como consideração final, esclarecemos que as todo o processo está completamente isento de conceitos relacionados a crenças, respeitando profundamente a visão de cada uma das famílias que nos confiam aquilo que lhes é mais precioso, seus filhos.

 

Fábio Almagro
Diretor do Instituto Reconciliare – Espaço Arjuna