fbpx

Jejum 720x300 - 23. Os benefícios do jejum

23. Os benefícios do jejum

jejum1 - 23. Os benefícios do jejum

Os benefícios do jejum

A ciência afirma que ficar sem comer por períodos determinados pode ajudar a combater a diabetes, doenças cardiovasculares, epilepsia e até o câncer
Cilene Pereira

O jejum – costume milenar associado à limpeza do corpo e da mente – está se tornando alvo de intensos estudos científicos. Os pesquisadores querem descobrir em que condições e por que faz bem privar o organismo da ingestão calórica habitual por períodos determinados. As respostas dão mostra de benefícios múltiplos, que incluem o auxílio no controle de crises de epilepsia, na melhora do humor e na prevenção da diabetes.

Há várias formas de realizar jejum, mas o modelo básico consiste em alternar os dias em que se come normalmente com aqueles nos quais o consumo calórico é diminuído. É o jejum intermitente. Uma das investigações mais aprofundadas sobre essa versão e suas repercussões para a saúde cardiovascular está sendo conduzida no Instituto do Coração, em São Paulo, pela pesquisadora Edielle Melo, sob a orientação do professor Bruno Caramelli. Eles querem descobrir os mecanismos e as bases genéticas e moleculares associadas a essa modalidade de jejum e sua relação com os fatores de risco cardiovascular, em especial a obesidade e o processo de depósito de gordura nas artérias que irrigam o coração. “Estudos prévios reportaram que a aderência a esse tipo de dieta é maior, sendo, portanto, uma alternativa eficiente”, explica Edielle.

mi 2602793797687501 1 - 23. Os benefícios do jejum

INVESTIGAÇÃO

Edielle pesquisa as bases moleculares e genéticas do jejum e sua associação com as doenças cardíacas.

Por enquanto, o trabalho é executado em cobaias. “Em breve publicaremos nossas conclusões. Mas ainda não há evidências científicas sólidas o suficiente para dizer que essa intervenção é recomendada”, diz a pesquisadora. Essa é uma das razões pelas quais um dos frutos da experiência pode ser a obtenção de informações que ajudarão na formulação de uma estratégia que redunde nos mesmos ganhos apresentados pela restrição calórica, sem que ela precise ser feita. “Por meio do conhecimento dos mecanismos vinculados ao jejum intermitente, poderemos propor intervenções que não sejam necessariamente a restrição da dieta, mas que apresentem os mesmos resultados”, disse Edielle.

Nos Estados Unidos, o grupo do pesquisador Benjamin Horne, do Intermountain Medical Center Heart Institute, é um dos mais experientes no estudo das repercussões sobre o coração. Suas pesquisas mais recentes somam a análise das reações de 230 pessoas submetidas a regimes diferenciados de jejum. No último trabalho, 30 pacientes tomaram apenas água durante 24 horas. Para esses cientistas, as evidências angariadas ao longo dos anos são de benefício claro. “As pessoas que rotineiramente se abstêm de alimentos por um período apresentam menos risco cardiovascular”, disse Horne à ISTOÉ. Na sua opinião, jejuar por 24 horas, uma vez por mês, é suficiente para produzir benefícios ao coração de pessoas saudáveis. “Para indivíduos que apresentam fator de risco, não está claro qual seria o regime ideal. Mas estamos estudando essa questão”, revelou.

mi 2602775304518020 1 - 23. Os benefícios do jejum

EFICÁCIA
Estudo de Hartman (à frente) mostrou que jejuar reduz crises de epilepsia

Em suas investigações, Horne também constatou que o método pode auxiliar no controle da diabetes. À igual constatação chegou o cientista James Brown, da Aston University, na Inglaterra, após fazer uma revisão dos experimentos sobre o assunto. “O modelo intermitente reequilibra os níveis de insulina, hormônio que permite a entrada da glicose dentro das células, e melhora a sensibilidade das células à sua ação”, explicou o cientista à ISTOÉ.

No Brasil, a ideia de usar a alternativa contra a doença não é consenso. “Na prática, opta-se por uma dieta com restrição calórica e exercícios, que produzem os mesmos efeitos quando associados”, diz a endocrinologista Olga First, do Hospital São Camilo. É preciso avançar nas pesquisas”, completa a endocrinologista Luciana Cavalcante, do Rio de Janeiro.

Essa cautela também se faz presente quando o assunto é a aplicação da descoberta de que jejuar torna as células cancerígenas mais vulneráveis à radioterapia e à quimioterapia. Esta é a conclusão do pesquisador Valter Longo, da Universidade do Sul da Califórnia (EUA), depois de anos investigando o tema. “Privar as células doentes de nutrientes por um tempo causa um estresse adicional a elas e as torna mais sensíveis aos remédios”, disse à ISTOÉ. O especialista acredita que a melhor forma de usar a manobra é prescrever ao paciente jejum três dias antes e um dia depois das sessões. Porém, a médica Maria Aparecida Conte, do A.C. Camargo Cancer Center, de São Paulo, pondera que é necessário mais tempo antes de incluir a técnica na rotina. “Quimicamente faz sentido, mas é preciso entender como seria aplicado.”

Mais consensual é o uso do jejum para reduzir crises de epilepsia. Uma pesquisa do pediatra Adam Hartman, do The Johns Hopkins Children’s Center (EUA), mostrou essa eficácia. Ele acompanhou crianças de 2 a 7 anos que recebiam dieta rica em gordura e que passaram a incluir o jejum intermitente. Quatro das seis participantes apresentaram redução de 50% a 99% no número de crises depois da mudança. “Suspeitamos que jejuar afeta a maneira como os neurônios se comunicam”, afirmou à ISTOÉ. “Mas esse tipo de estratégia deve ser indicado e monitorado pelo médico.”

Fotos: Rodrigo Dionisio/Frame
Fonte: Revista Isto é
https://www.istoe.com.br/reportagens/340578_OS+BENEFICIOS+DO+JEJUM

Dieta de Kapha - 15. Saiba mais sobre Kapha - Dieta

15. Saiba mais sobre Kapha – Dieta

Dieta de Kapha - 15. Saiba mais sobre Kapha - Dieta

Dieta Kapha

FRUTAS:

Evitar – as doces e azedas: abacate, banana, coco, tâmara, figo fresco, uva, kiwi, manga **, melão, laranja, papaya, abacaxi, ameixa, ruibarbo, tamarindo, melancia.
Favorecer – as adstringentes: maçã, damasco, berry, cereja, toranja, figo seco *, uva *, limão *, lima *, pêssego, pera, caqui, romã, ameixas, uva passa, morango *.

VEGETAIS:

Evitar – os doces e suculentos: pepino, azeitona preta ou verde, batata doce, abóbora, tomate cru, abobrinha.
Favorecer – os picantes e amargos: alcachofra, aspargo, folha de beterraba, brócolis, couve de bruxelas, raiz de bardana, repolho, cenoura, couve flor, aipo, coentro, milho, rabanete, folhas de dente de leão, berinjela, funcho, alho, vagem, pimenta verde, raiz forte, couve rábano, folhas verdes, alho poró, alface, cogumelo, folha de mostarda, quiabo, cebola, salsa, ervilha, espinafre, tomate cozido, gérmem de trigo.

GRÃOS:

Evitar – pão com fermento, aveia cozida, panqueca, macarrão **, arroz integral e branco, bolo de arroz **, trigo.
Favorecer – amaranto *, cevada, trigo sarraceno, milho, cuscuz, crackers, granola, painço, musli, farinha de aveia, aveia seca, polenta, quinoa, arroz basmati, arroz selvagem, centeio, carne de trigo, pão de trigo germinado, tapioca, farelo de trigo.

LEGUMES:

Evitar – feijão, grãos de soja, tofu frio, farinha de soja, soja em pó, molho de soja, missô, queijo de soja.
Favorecer – feijão azuki, feijão preto, feijão fradinho, lentilha verde e vermelha, mung *, feijão branco, ervilhas secas, leite de soja, carne de soja, tofu quentel.

LATICÍNIOS:

Evitar – manteiga (com e sem sal) **, queijos macios e duros, leite de vaca, sorvete, nata, coalhada, iogurte (natural, gelado e com fruta).
Favorecer – buttermilk *, cottage (de leite de cabra desnatado), ghee *, queijo de cabra (sem sal e não velho), leite de cabra desnatado, iogurte diluído.

ALIMENTOS DE ORIGEM ANIMAL:

Evitar – carne de vaca, búfalo, pato, peixe (mar), cordeiro, porco, salmão, sardinha, frutos do mar, atum.
Favorecer – frango (branca), ovo, peixe (água fresca e doce), coelho, camarão, peru, veado.

CONDIMENTOS:

Evitar – chocolate, chutney de manga doce, catchup, lima, maionese, picles, shoyo, vinagre.
Favorecer – pimenta preta, pimenta, chutney de manga picante, folhas de coentro, raiz forte, limão *, mostarda sem vinagre, alga *, cebolinha.

NOZES:

Evitar – amêndoas com casca, noz preta, castanha da pará, castanha de caju, avelã, macadâmia, amendoim, noz pecã, pinhão, pistache, nozes, coco.

SEMENTES:

Evitar – psyllium **, gergelim, tahine.
Favorecer – linhaça, pipoca (sem manteiga), abóbora *, girassol *.

ÓLEOS:

Evitar – abacate, damasco, coco, semente de linhaça **, oliva, prímula, gergelim, soja, noz.
Favorecer – milho, canola, gergelim (externo), girassol, ghee, amêndoas.

BEBIDAS:

Evitar – álcool (fortes e pesadas, cerveja, vinho suave e doce), leite de amêndoas, bebidas cafeinadas **, suco de cereja azeda, leite achocolatado, café, bebidas lácteas frias, chá gelado, bebidas geladas e frias, limonada, caldo de missô, suco de laranja, suco de papaya, leite de arroz, sucos azedos, leite de soja (frio) *, suco de tomate.
Favorecer – vinho seco tinto ou branco *, suco de babosa, cidra de maçã, suco de maçã *, suco de damasco, chá preto picante, suco de cenoura, chai (picante, com leite, quente) *, suco de cereja doce, suco de uva, suco de manga, néctar de pêssego, suco de pêra, suco de abacaxi *, suco de ameixa, suco de romã, leite de soja (quente e com especiarias).

CHÁ DE ERVAS:

Evitar – alcaçuz, gengibre vermelho, rosa mosqueta **.
Favorecer – alfafa, bancha, cevada, amora preta, bardana, camomila, chicória, canela, cravo, confrei *, dente de leão, feno *, funcho, gengibre, ginseng *, hibisco, jasmim, suco de junípero, lavanda, erva cidreira, capim limão, urtiga, hortelã pimenta, framboesa, salsaparrilha *, hortelã, morango, mil folhas, erva mate.

TEMPEROS:

Evitar – sal.
Favorecer – ajwan, extrato de amêndoas, anis, assafétida, manjericão, louro, pimenta preta, cardamomo, caiena, canela, coentro, cravo, cominho, cúrcuma, dil, funcho, fenogrego, alho, gengibre, manjerona, semente de mostarda, folhas de neem, noz moscada, casca de laranja, orégano, páprica, salsa, hortelã pimenta, semente de papoula, alecrim, açafrão, hortelã, anis estrelado, estragão, tomilho, coentro, baunilha.

ADOÇANTES:

Evitar – malte de cevada, frutose, xarope, melaço, caldo de cana, açúcar branco.
Favorecer – suco de fruta concentrado, mel natural e não processado.

SUPLEMENTOS ALIMENTARES:

Evitar – potássio, vitaminas A, B1, B2, B12, C, D e E.
Favorecer – suco de aloe vera, aminoácidos, cevada verde, pólen de abelha, levedura de cerveja, cálcio, ferro, magnésio, zinco, geléia real, spirulina, algas verde e azuis, vitamina B6, C, P e ácido fólico.

* Ok em moderação. ** Ok raramente.

Desequilíbrio de Kapha - 16. Saiba mais sobre Kapha - Desequilíbrios

16. Saiba mais sobre Kapha – Desequilíbrios

Desequilíbrio de Kapha - 16. Saiba mais sobre Kapha - Desequilíbrios

As pessoas de constituição Kapha são aquelas que costumam ter o sistema imunológico mais forte. Essas pessoas são mais resistentes no geral, tanto para doenças como para atividades físicas. O que nem sempre quer dizer que não esteja ocorrendo um processo de formação da doença. Em alguns casos esse processo existe porém, como o organismo é mais resistente as manifestações demoram mais para aparecer. Quando surgem, aparecem repentinamente e mais forte que o comum. É por isso que mesmo uma pessoa sendo predominantemente Kapha e gozar de uma boa saúde deve estar atenta aos pequenos sintomas de agravação desse Dosha. São eles:

– Baixa metabolismo, causando pouco apetite e indigestão.

– Náusea com salivação excessiva.

– Tendência ao sobrepeso.

– Pele muito pálida.

– Frio em todo corpo.

– Flacidez.

– Tosse com expectoração.

– Sono excessivo.

– Lentidão no corpo.

– Excesso de lubrificação nas articulações levando ao fácil deslocamento dessas.

– Lipomas.

– Gosto doce ou salgado na boca.

– Coceira.

– Edema generalizado.

Esses sintomas e o agravamento de Kapha em geral pode ser causado pelos seguintes estímulos: alimentos com muito líquido como melancia e melão, alimentos ricos em carboidratos de rápida absorção como farinhas brancas e doces, laticínios em geral, alimentos e bebidas frios, sedentarismo, dormir durante o dia, falta de rotina, tempo úmido, inverno e primavera em geral.

Indicações de Kapha - 14. Saiba mais sobre Kapha - Indicações

14. Saiba mais sobre Kapha – Indicações

Indicações de Kapha - 14. Saiba mais sobre Kapha - Indicações

Kapha tem a tendência de agravar sempre com substâncias e qualidades como a oleosidade,  o frio e a lentidão. Para mantê – lo  em equilíbrio as qualidades opostas devem ser procuradas.

– o principal é secar, esquentar e movimentar.

– exercícios aeróbicos como bicicleta,  correr ou algum tipo de Yoga mais intenso. Isso é essencial para a boa saúde de um indivíduo de constituição Kapha e deve ser feito no mínimo quatro vezes por semana.

– alimentos com pouca gordura e pouco açúcar.

– quando a digestão estiver lenta usar mais temperos quentes como pimenta do reino, gengibre e canela.

– receber Udwartana. Essa é uma técnica de massagem que usa pós aquecedores e ajuda a diminuir o tecido gorduroso.

– quando houver indigestão e toxinas fazer um dia de jejum tomando chá de gengibre.

– usar os alimentos mais picantes e amargos.

– Sauna é muito benéfico para Kapha. Pode ficar por bastante tempo até transpirar bastante.

Dieta de Pitta - 11. Saiba mais sobre Pitta - Dieta

11. Saiba mais sobre Pitta – Dieta

Dieta de Pitta - 11. Saiba mais sobre Pitta - Dieta

Dieta Pitta

FRUTAS:

Evitar – as ácidas: maçã, damasco, banana, berry, cereja, toranja, uva verde, kiwi**, limão, manga verde, laranja, pêssego, caqui, abacaxi, ameixa, ruibarbo, tamarindo.
Favorecer – as doces: maçã doce, damasco doce, abacate, berry doce, cereja doce, coco, tâmara, figo, uva vermelha e roxa, lima *, manga madura, melão, laranja doce *, mamão papaya *, pera, abacaxi doce, ameixa doce, romã, ameixa seca, uva passa, morango *, melancia.

VEGETAIS:

Evitar – os picantes: folhas de beterraba, beterraba crua, raiz de bardana, milho fresco **, rabanete, berinjela **, alho, pimenta verde, raiz forte, couve rábano **, alho poró cru, folha de mostarda, azeitona verde, cebola crua, pimenta, nabo *, agrião, abobrinha, espinafre cozido **, espinafre cru, tomate.
Favorecer – os doces e amargos: alcachofra, aspargos, beterraba cozida, brócolis, couve de Bruxelas, repolho, cenouras cozidas, cenoura crua *, couve-flor, aipo, coentro, pepino, folhas de dente-de-leão, funcho (anis), vagem, couve, folhas verdes, alho-poró cozido, alface, cogumelos, quiabo, azeitona preta, cebola cozida, salsa, ervilha, pimenta doce, batata doce e branca, abóbora, rabanete cozido, couve nabo, macarrão japonês, couves não picantes, gérmen de trigo, abobrinha.

GRÃOS:

Evitar – pão com fermento, trigo sarraceno, milho, painço, musli **, aveia seca, polenta **, arroz integral **, centeio.
Favorecer – amaranto, cevada, cereais secos, cuscuz, crackers, granola, farelo de aveia, aveia cozida, panquecas, massa, quinoa, arroz basmati, arroz branco, arroz selvagem, bolos de arroz, carne de trigo, pão de trigo germinado (essênio), tapioca, trigo, farelo de trigo.

LEGUMES:

Evitar – missô, molho de soja, salsicha de soja.
Favorecer – feijão azuki, feijão preto, feijão fradinho, grão-de-bico, lentilha verde e vermelha, feijão de lima, mung dal.

LATICÍNIOS:

Evitar – manteiga salgada, buttermilk, queijo pesado, nata, iogurte (natural, gelado ou com fruta).
Favorecer – manteiga sem sal, queijo (macio, não salgado e não velho), cottage, leite de vaca, ghee, leite de cabra sem sal, sorvete, iogurte (fresco preparado e diluído) *.

ALIMENTOS DE ORIGEM ANIMAL:

Evitar – carne de vaca, pato, ovo (gema), peixe (mar), cordeiro, porco, salmão, sardinha, frutos do mar, atum, peru (escuro).
Favorecer – búfalo, frango (branco), ovo (clara), peixe de água doce, coelho, camarão, peru (branco), veado.

CONDIMENTOS:

Evitar – pimenta, chocolate, chutney de manga picante, raiz forte, catchup, mostarda, limão, maionese, picles, sal em excesso, cebolinha, shoyo, vinagre.
Favorecer – pimenta preta *, chutney de manga doce, folhas de coentro, lima *, sal *, alga *.

NOZES:

Evitar – amêndoas com casca, noz preta, castanha-do-pará, castanha-de-caju, avelã, macadâmia, amendoim, noz pecã, pinhão, pistache.
Favorecer – amêndoa amassada e descascada, coco.

SEMENTES:

Evitar – gergilim e tahine.
Favorecer – linhaça, pipoca (sem manteiga), psyllium, abóbora *, girassol *.

ÓLEOS:

Evitar – amêndoas, damasco, milho, gergelim.
Favorecer – girassol, ghee, canola, oliva, soja, linhaça, prímula, noz.

BEBIDAS:

Evitar – álcool (vinho forte, vermelho e doce), cidra de maçã, bagas de suco azedo, bebidas cafeinadas, suco de cenoura, leite achocolatado, suco de toranja, chá gelado, bebidas geladas e frias, limonada, suco de mamão papaya, suco de abacaxi, suco de tomate, sucos azedos e ácidos.
Favorecer – álcool (vinho branco seco, cerveja) *, suco de amêndoas, suco de aloe vera, suco de maçã, suco de damasco, chá preto *, chai (picante, com especiarias e leite) *, suco de cereja doce, bebidas lácteas frescas, suco de uva, suco de manga, caldo de missô, suco de mix de vegetais, suco de laranja *, néctar de pêssego, suco de romã, suco de ameixa, leite de arroz, leite de soja, caldo de vegetais.

CHÁ DE ERVAS:

Evitar – ajwan, manjericão **, cravo, eucalipto, feno grego, gengibre seco, ginseng, poejo, gengibre vermelho, rosa mosqueta, sálvia, erva mate.
Favorecer – alfafa, bancha, cevada, amora preta, bardana, camomila, chicória, confrei, dente-de-leão, feno gengibre fresco, hibisco, lúpulo, jasmim, lavanda, erva cidreira, capim limão, alcaçuz, urtiga, palha de aveia, hortelã, amora, framboesa, salsaparrilha, hortelã pimenta, morango, mil folhas.

TEMPEROS:

Evitar – ajwan, extrato de amêmdoas, anis, assa fétida (hing), manjericão seco, folha de louro, caiena, cravo, feno grego, alho, gengibre seco, noz moscada, manjerona, semente de mostarda, orégano, páprica, sementes de papoula, alecrim, sálvia, sal, segurelha, anis estrelado, tomilho.
Favorecer – manjericão fresco, pimenta preta *, cardamomo *, canela, coentro, cominho, dil, funcho, gengibre fresco, menta, folhas de neem *, casca de laranja *, salsa, hortelã pimenta, açafrão, hortelã, estragão, cúrcuma, baunilha.

ADOÇANTES:

Evitar – açúcar branco **, mel **, melaço.
Favorecer – malte de cevada, frutose, suco de frutas, suco de frutas concentrado, xarope, caldo de cana de açúcar.

SUPLEMENTOS ALIMENTARES:

Evitar – aminoácidos, pólen **, geléia real **, ferro, vitaminas B2, B6, C, E, P e ácido fólico.
Favorecer – suco de aloe vera, cevada verde, leveduras de cerveja, cálcio, magnésio, zinco, spirulina, algas azuis e verdes, vitaminas A, B1, B12, D e K.

* Ok em moderação. ** Ok raramente.

Desequilíbrio de Pitta - 12. Saiba mais sobre Pitta - Desequilíbrios

12. Saiba mais sobre Pitta – Desequilíbrios

Desequilíbrio de Pitta - 12. Saiba mais sobre Pitta - Desequilíbrios

As qualidades de Pitta são: quente, penetrante, leve, líquido e oleoso. O contato com substâncias sejam elas alimentos, objetos, sentimentos ou o que for, que tenham essas características acabam desequilibrando esse Dosha.

Os sinais e sintomas de Pitta em desequilíbrio são:

– Coloração amarelada da pele, urina, fezes e olhos.

– Aumento da temperatura corporal.

– Sentimentos de raiva, ódio e inveja.

– Desejo por alimentos e bebidas frias.

– Sono escasso por excesso de preocupação.

– Perda de força crônica.

– Sensação de queimação no corpo.

– Irritações e inflamações.

– Hipersensibilidade à luz.

– Náusea e vômitos.

– Diarreia.

– Tendência a sangramento como nas gengivas por exemplo.

– Excesso de transpiração.

– Rashes cutâneos.

– Gosto ácido e picante na boca.

– Fome excessiva que não se satisfaz após comer.

Algumas das causas mais evidentes que podem desequilibrar o Dosha Pitta são: substâncias irritantes e picantes, oleosas, comidas fermentadas como iogurte, queijos (principalmente os gordurosos), vinhos, comidas ácidas como suco de limão, tomate, cítricos em geral, comida muito salgada, álcool em geral, exposição ao Sol muito quente, viver em âmbitos muito competitivos, tempo quente e úmido e verão de forma geral.

Características de Pitta - 09. Saiba mais sobre Pitta - Características

09. Saiba mais sobre Pitta – Características

Características de Pitta - 09. Saiba mais sobre Pitta - Características

Pitta – Fogo e Água

Pitta é a inteligência que une os elementos Fogo e Água, sem que um anule o outro. O que na natureza seria incompatível no corpo humano se torna uma colaboração dos elementos. A Água não deixa o Fogo aquecer excessivamente o organismo e o Fogo seca o excesso de líquido.

A principal característica de Pitta é o calor. Este calor é utilizado para a transformação que é atributo essencial de Pitta.

Suas outras qualidades são a intensidade, irritabilidade, as cores que temos no corpo tanto interno como externo são devido a Pitta. Suas cores mais características são o amarelo, verde e azul e quando em desequilíbrio, verde. Pitta é levemente oleoso, tem cheiro forte, é móvel, claro, brilhante, penetrante.

Suas funções são a digestão, a visão, produção de calor, apetite, dar cor e brilho, brilho da mente, inteligência aguda, coragem, valor, digestão de sentimentos. Está localizado no intestino delgado onde ocorre a sua formação, fígado, sangue, olhos, visão, vesícula biliar, baço, sistema endócrino, suor e pele.

Pessoas de constituição predominante Pitta costumam ter um peso mediano e tendem a manter esse peso por longos períodos sem aumentar ou diminuir muito.

São indivíduos com um forte apetite e geralmente se sentem bem com bebidas frias ou sorvete. Intelectualmente tem uma alta capacidade para o aprendizado, compreensão e foco em um determinado assunto. São aquelas pessoas que compreendem e assimilam rapidamente um assunto.

Quando em desequilíbrio se irritam facilmente com outras pessoas, principalmente se essas não conseguem acompanhar seu rápido raciocínio. Neste estado de desiquilíbrio ficam impacientes, críticos, extremamente perfeccionista e irritados com facilidade.

abhyanga 1170x400 - 17. Ayurveda - Tratamentos - Abhyanga

17. Ayurveda – Tratamentos – Abhyanga

Quando se fala em tratamento ayurvédico, logo vem à mente uma massagem com muito óleo – muito mais óleo do que em uma massagem tradicional, e Abhyanga significa em sâncrito exatamente este conceito: olear, espalhar óleo, untar, friccionar com óleo.

É a massagem mais usada nos tratamentos ayurvédicos, sendo base para todas as outras e realizada quase sempre antes de outras modalidades.

Abhyanga é uma oleação (Terapia Snehama) feita com óleo morno escolhido de acordo com o biotipo (Dosha) do paciente, sendo que o tempo, o ritmo e a pressão também seguem este conceito.

Durante o tratamento todos os pontos marma são manipulados com a função de mobilizar toxinas para que elas sejam eliminadas e leves alongamentos são realizados com a mesma função.

Abhyanga pode ser aplicado pela própria pessoa como auto massagem, por um praticante ou, sincronicamente, por dois ou mais praticantes. A enfase está mais em nutri a pele.

O óleo ao penetrar a pele nutre os tecidos (Dhatus) e as toxinas são liberadas. A vantagem principal do uso de óleos medicamentosos na massagem ayurvédica é que suas propriedades são absorvidas no sistema através da pele em alguns minutos.

A massagem ayurvédica aumenta a circulação dos fluidos vitais e as trocas a nível celular.abhyanga texto 300x175 - 17. Ayurveda - Tratamentos - Abhyanga

Experimentos científicos vêm provando que mais sangue circula nos tecidos durante e após a fricção e massagem.

Também ficou demonstrado que há um aumento de células vermelhas após a massagem. Da mesma forma, a circulação linfática também aumenta.

Os resíduos e toxinas, tais como ácido lático nos músculos, são removidos, tornando-os relaxados.

Em Ayurveda, a massagem é recomendada como prática diária. Assim como seguimos rotina de comer, dormir e se exercitar, deve-se receber massagem para ajudar a descarregar as toxinas do corpo.

Acredita-se que dores são causadas pela obstrução do fluxo de Prana (Energia Vital) pelos canais siras.

Na massagem, calor é gerado pela fricção que faz com que os ares do corpo (Vayu) se expandam e se movam. A circulação desse Vayu pelos siras alivia as dores e tensões.

Abhyanga promove uma respiração mais profunda e natura, nutrindo os 7 Dhatus (tecidos) e equilibrando os 3 Doshas (humores).

Feita regularmente relaxa músculos, nervos, juntas. Atua diretamente nos sistemas linfático, sanguíneo e nervoso estimulando também o sistema digestivo.

Aumenta a imunidade, melhora a digestão e leva a um sono mais profundo e tranquilo.

Remove o stress e tensão dando mais vigor e vitalidade, ajudando assim no processo de rejuvenescimento.

Dieta de Vata - 07. Saiba mais sobre Vata - Dieta

17. Ayurveda – Tratamentos – Abhyanga

Dieta de Vata - 07. Saiba mais sobre Vata - Dieta

Dieta Vata

FRUTAS:

Evitar – em geral a maioria das frutas secas, maçã verde, tâmara (seca), pera, caqui, melão.
Favorecer – em geral, frutas doces e também as ácidas, maçã (melhor cozida), damasco, abacate, banana, morangos, cereja, coco, tâmara (fresca), uvas, grapefruit, kiwi, limão, lima, manga, laranja, mamão, pêssego, abacaxi, ameixa, tamarindo.

VEGETAIS:

Evitar – em geral, vegetais crus e secos. Alcachofra, folha de beterraba **, brócolis, couve de bruxelas, bardana, repolho (cru), couve flor (cru), aipo, milho (fresco) **, berinjela, rábano **, couve, cogumelos, azeitonas verde, cebola (cru), ervilhas (cru), pimentões, batatas, rabanete (cru), tomates (cozido) **, tomate (cru), nabos.
Favorecer –  em geral, os vegetais devem ser cozidos. Aspargos, beterraba *, repolho (cozido), cenouras, couve-flor *, cilantro, pepino, funcho (Anis), alho, vagens, pimentões verdes, folhas verdes *, alho poró, alface *, mostarda *, quiabo, azeitonas pretas, cebola (cozida) *, salsa, ervilhas (cozida), batata doce, abóbora, rabanetes (cozido) *, abobrinha.

GRÃOS:

Evitar – cevada, pão (com levedura) trigo sarraceno, cereais (frio, seco ou airado), milho, cuscuz, crackers, granola, painço, musli, farelo de aveia pasta **, polenta **, bolos de arroz **, centeio, sagu, tapioca, farelo de trigo.
Favorecer – amaranto *, aveia (cozida), panquecas, quinoa, arroz (todos os tipos), seitan (carne de trigo), trigo germinado, pão (essenio), trigo.

LEGUMES:

Evitar – feijão azuki, feijão preto, ervilhas, grão de bico, lentilhas (marrom), miso **, ervilhas (seca), feijão, soja, farinha de soja, pós de soja, feijão branco.
Favorecer – lentilhas (vermelho) *, mung dal, leite de soja *, molho de soja *, salsichas de soja *, tofu *.

LATICÍNIOS:

Evitar – o leite de vaca (em pó), leite de cabra (em pó), iogurte (simples, congelado ou com fruta).
Favorecer – Maioria dos lacticínios são bons. Soro de leite coalhado, manteiga, queijo (duro) *, queijo (suave) requeijão, leite de vaca, ghee, queijo de cabra, leite de cabra, sorvete *, creme de leite *, iogurte (diluído e temperado) *.

ALIMENTOS DE ORIGEM ANIMAL:

Evitar – o leite de vaca (em pó), leite de cabra (em pó), iogurte (simples, congelado ou com fruta).
Favorecer – maioria dos lacticínios são bons. Soro de leite coalhado, manteiga, queijo (duro) *, queijo (suave) requeijão, leite de vaca, ghee, queijo de cabra, leite de cabra, sorvete *, creme de leite *, iogurte (diluído e temperado) *.

CONDIMENTOS:

Evitar – raiz-forte, chocolate.
Favorecer – pimenta preta, chutney de manga (doce ou picante), pimenta vermelha *, folhas de coentro *, ketchup, limão, picles de limão, picles de manga, maionese, mostarda, picles, sal, alga, molho de soja (shoyo), vinagre.

NOZES:

Favorecer – em moderação, amêndoas, castanha do pará, castanha de caju, coco, avelãs, macadâmia, amendoins, pinhões, pistache.

SEMENTES:

Evitar – pipoca.
Favorecer – chia, abóbora, gergilim, girassol, tahini.

ÓLEOS:

Favorecer – para uso interno e externo, gergilim, ghee, azeite. Uso externo, coco, abacate.

BEBIDAS:

Evitar – álcool (forte; vinho tinto), suco de maçã, chá preto, bebidas cafeinadas, refrigerantes, leite com chocolate, café, bebidas lácteas, suco de cranberry, chá gelado, bebidas frias, suco pera, suco romã, leite de soja (frio), suco de tomate **.
Favorecer – Álcool (cerveja; vinho branco) *, leite de amêndoa, suco de aloe vera, cidra da maçã, suco de damasco, suco de cenoura, chai (leite quente com especiarias), suco de cereja, suco de uva, limonada, suco de manga, caldo de miso, suco de laranja, suco de mamão, néctar depêssego, suco de abacaxi, leite de arroz, sucos ácidos, leite de soja (quente, bem temperados) *, caldo de legumes.

CHÁ DE ERVAS:

Evitar – alfafa **, cevada **, canela **, dandelion, ginseng, hibisco, lúpulo **, jasmim **, erva-cidreira **, mate**.
Favorecer – camomila, chicóri *, crisântemo *, dente de alho, comfrey, eucalipto, erva-doce, gengibre (fresco), lavanda, capim-limão, alcaçuz, palha de aveia, casca de laranja, poejo, framboesa *, açafrão, salsaparrilha, hortelã, morango*.

TEMPEROS:

Favorecer – todas as especiarias são boas. Extrato de amêndoa, anis, asafoetida (hing), manjericão, folha de louro, pimenta preta, cardamomo, cayenne *, canela, cravo, coentro, cominho, endro, erva-doce, alho, gengibre, manjerona, hortelã, sementes de mostarda, noz-moscada, casca de laranja, orégano, páprica, salsa, sementes de papoula, alecrim, açafrão, sal, hortelã, anis estrelado.

ADOÇANTES:

Evitar – açúcar branco, maple syrup.
Favorecer – frutose, suco de frutas concentrado, mel, rapadura, xarope de arroz, caldo de cana.

SUPLEMENTOS ALIMENTARES:

Evitar – cevada verde, levedura de cerveja. Vitaminas K.
Favorecer – Aloe Vera *, pólen de abelha, aminoácidos,. Minerais cálcio, cobre, ferro, zinco, magnésio, geléia real, spirolina, algas azuis-verdes. Vitaminas A, B1, B2, B6, B12, C, D, E, P (bioflavonóides) e Ac Fólico.

* Ok em moderação. ** Ok raramente.

Desequilíbrio de Vata - <center> 08. Saiba mais sobre Vata - Desequilíbrios </center>

08. Saiba mais sobre Vata – Desequilíbrios

Desequilíbrio de Vata - <center> 08. Saiba mais sobre Vata - Desequilíbrios </center>

Desequilíbrios do Dosha Vata
Quando falamos de Vata temos que ter sempre em mente que os lugares onde ele mais se encontra que são a: cabeça, pescoço, diafragma, cavidade pélvica, lombar, sacro, ossos, articulações, pele, coração, sistema nervoso e cólon. Intestino grosso, o cólon, é o lugar mais importante pois é onde é formado. São nesses lugares que costumam aparecer os primeiros sintomas de desequilíbrio.

Os sintomas clássicos de Vata em desequilíbrio são:

– Hérnias, independente de onde for, onde houver um órgão, tecido, disco, etc; fora do lugar é um sintoma de Vata agravado.

– Dilatações como distensão abdominal, hipertrofia do miocárdio, aneurismas.

– Perda da sensação tátil.

– Dor. Onde houver dor há Vata em desequilíbrio no local.

– Cólicas, dores em espasmo.

– Dor generalizada no corpo. Essa dor pode ser móvel também aparecendo cada dia em uma região diferente do corpo.

– Contração involuntária.

– Arrepios.

– Rigidez, secura, endurecimento.

– Constipação.

– Osteoporose.

– Falta de paladar, a boca fica seca e os alimentos sem gosto.

– Histeria, fala excessiva.

– Vertigem.

– Exaustão. Fadiga.

– Descoloração da pele.

– Tinitus. Zumbido no ouvido.

– Rouquidão.

– Escoliose e mal alinhamentos da coluna.

– Insônia.

Vata, por ser um Dosha predominantemente aéreo e etéreo é o Dosha que se desequilibra mais facilmente no corpo. Pessoas que tem sua constituição predominantemente Vata devem ter atenção em dobro. Além de ser um Dosha suscetível ao desequilíbrio ele também tem a capacidade desarranjar os outros dois Doshas. Por isso, todo cuidado e carinho com Vata. Alguns fatores que agravam esse Dosha: estresse contínuo, situações de insegurança, fumar, alimentação irregular, falta de rotina, excesso de exercício, ficar acordado até tarde pela noite, segurar as urgências naturais como urinar, espirrar, defecar, combinações incompatíveis de alimento, todo contato com substâncias frias, secas, e amargas, outono.

Doshas - 04. Entenda os Doshas e descubra o seu.

04. Entenda os Doshas e descubra o seu.

Doshas - 04. Entenda os Doshas e descubra o seu.

Entenda os Doshas e descubra o seu.
Quando os cinco elementos se combinam no organismo formam princípios que regem toda nossa fisiologia. Esses princípios são o que poderíamos chamar de temperamentos, biotipos. Cada ser humano têm uma combinação única dentro de si dos cinco elementos. É por isso que cada um é um, é único. A quantidade de cada elemento no corpo é o que nos diferencia.

Quando Ar e Éter se juntam no corpo formam o biotipo chamado Vata. Fogo e Água, Pitta. E quando há a junção da Água e Terra surge Kapha.

Como Éter e Terra são elementos inertes, sem dinamismo são os que menos influenciam na tipologia. É claro que tem uma importância sumária no corpo. É a Terra que nos dá sustento e estabilidade para que a vida aconteça e o Éter nos possibilita ter espaço para as mudanças que ocorrem diariamente em nós. Porém, os princípios psicofisiológicos, Doshas, são essencialmente regidos pelos elementos dinâmicos.

Descubra o seu Dosha nas características no Saiba mais sobre Vata, Pitta e Kapha.

Imprima a folha abaixo, clique sobre ela com o botão direito do mouse e selecione imprimir.

Responda ao questionário, marcando:

  1. Quando nunca acontece
  2. Quando é extremamente esporádico
  3. Quando acontece com pouca frequência
  4. Quando acontece com uma boa frequência
  5. Quando é comum, quase que em todas as vezes
  6. Quando é a regra, sempre acontece daquela forma.

Some os pontos de cada Dosha. O que der mais alto é o seu Dosha!

Agora vamos lá, imagine que temos como resultado, Vata 90, Pitta 80 e Kapha 45. Exite uma proximidade grande entre o primeiro e o segundo, então dizemos que a pessoa é Vata, com subdosha Pitta.

Existem casos, raros, onde todos os valores estão muito próximos, então dizemos que a pessoa é Tri-Dosha.

Pag2 1024x723 - 04. Entenda os Doshas e descubra o seu.

Os cinco elementos - 02. Os cinco elementos na Ayurveda

02. Os cinco elementos na Ayurveda

Os cinco elementos - 02. Os cinco elementos na Ayurveda

Os cinco elementos na Ayurveda
No princípio era o verbo. O verbo era o som. Aum. O som da vibração do universo. Desta vibração surge o elemento Éter. Este elemento etéreo começa a se mover formando o Ar. O movimento do Ar produz fricção e dessa fricção surge o calor. Aumenta o movimento do Ar, aumenta a fricção o calor se eleva e desse calor surge o elemento Fogo. O calor do Fogo dissolve e liquefaz parte do Éter surgindo a Água. Quando a Água para de se mover e se estabiliza aparece o elemento Terra. Todas as substâncias materiais são formadas pelos cinco elementos. Toda matéria possui a vibração cósmica inicial do universo em sua essência.

Éter – deriva do som e contém o som. Onde a espaço há som. Está relacionado ao ouvido. Expande-se sem limites. Não tem estrutura, é suave, não oferece resistência, não tem temperatura, não contém densidade, é sutil. Quando há Éter presente este traz maciez e leveza.

Ar – é o elemento do movimento. Pode ser percebido pelo tato. Todo lugar onde houver movimento é porquê o elemento Ar está presente. Seus principais atributos são o movimento e a secura. É leve, instável, irregular e áspero. Todos os movimentos do corpo são causados pelo Ar. Desde a contração de um grande músculo até os mais sensível movimento celular, todos tem o Ar presente. No organismo pode ser identificado também pela presença de gases. Esta localizado nos ossos e no sistema nervoso.

Fogo – sua principal característica é o calor que tem o poder da transformação. Fogo é o responsável pela digestão no corpo humano. Todo processo digestivo está associado ao elemento Fogo. A digestão não se limita a alimentos, está presente na assimilação de novos conhecimentos, na vivência de fortes sentimentos enfim, tudo que passa do meio externo para o meio interno é necessário ser digerido e assimilado. O elemento Fogo é o primeiro que tem forma e direção. Traz o brilho, cor, calor e luz. É intenso, penetrante e em excesso traz irritação e impaciência. No corpo esta presente no sangue, sucos digestivos e na matéria cinzenta do cérebro. Esta relacionado aos olhos.

Água – sabor é a inauguração da Água. Onde não a Água não há sabor. O que é seco e sem a presença de Água também não tem sabor. Seus atributos são a coesão, o movimento fluído, alegria, frio, oleosidade, lentidão, viscosidade. É presente nos diversos tecidos corporais como a linfa, leite materno, músculos, sangue, suor, urina, sêmen, nervos. É percebido pela língua.

Terra – o elemento Terra é o elemento que traz o cheiro. Por isso seu órgão de percepção são as narinas. Suas principais características são o peso, a densidade e a inércia. É dura, lenta, estável, compacto e grosseira. É responsável pelo crescimento no corpo. Encontra-se nos ossos, dentes, cabelos, unhas, fezes e músculos.

shirodhara 1170x400 - 18. Ayurveda - Tratamentos - Shirodhara

18. Ayurveda – Tratamentos – Shirodhara

Shirodhara é a palavra sânscrita que traduzindo para o português entende-se como “fluxo continuo na cabeça”, onde Shriro = Cabeça e Dhara = Fluxo contínuo.

Segundo o Ayurveda, o objetivo da terapia é o equilíbrio natural dos doshas, também palavra sâncrita que significa humores corporais, que são Vata, Pitta e Kapha, eliminando a causa principal da enfermidade e seus sintomas.

O tratamento é realizado a partir do uso de uma corrente ou veículo de acordo com o dosha dominante de cada pessoa, então podemos usar como veículo, óleo, leite ou um preparo especial feito à base de leite.

Este veículo é utilizado no tratamento a uma temperatura morna agradável, onde colocado em um pote especial de bronze, fica pingando continuamente por um determinado tempo sobre a testa, especialmente logo acima das sobrancelhas, sobre a região do 6º Chakra (Ajna Chakra) e do ponto marma Sthapani. A técnica atua sobre a glândula pineal, responsável por vários distúrbios neurológicos.

Uma vez recomposto o equilíbrio doshico, os tecidos debilitados pela enfermidade devem ser rejuvenecidos.shirodara 300x225 - 18. Ayurveda - Tratamentos - Shirodhara

Este fluxo constante produz ondas circulares que vão acalmar o cérebro, produzindo um relaxamento profundo induzindo a uma espécie de meditação.

Vários problemas podem ser tratados através do Shirodhara, como síndrome do pânico, cansaço, deficiência de libido, depressão, insônia, irritabilidade, labirintite, fobias e outros de origem neurológica.

Um melhor resultado com o tratamento Shirodhara é alcançado quando o paciente recebe uma massagem ayurvedica “Abhyanga” anteriormente, então, várias considerações deverão ser avaliadas para que o tratamento possa alcançar o objetivo esperado.

Terapia indicada para todas as estações do ano, com cuidados no inverno e para os três Doshas.

Método é indicado para:

Vata – Todas as doenças da cabeça e órgãos dos sentidos, perda de cabelo, perda de audição, fadiga e exaustão mental, língua acinzentada, insônia, dores de cabeça, secura da face e do couro cabeludo, constipação.

Pitta – Sensação de queimação na cabeça e no corpo, faringite, conjuntivite, excesso de suor, perda da visão, doenças no sangue, hemorragias, icterícia, herpes, língua amarelada, urina e fezes amareladas ou esverdeadas.

Kapha – Excesso de sono, peso no corpo, indigestão, muco em excesso, obesidade, digestão fraca, língua esbranquiçada, fezes e urina branca, perda de apetite, repulsa por comida.

swedana1170x400 - 20. Ayurveda - Tratamentos - Swedana

20. Ayurveda – Tratamentos – Swedana

Estimular o fogo sistêmico (agni) do corpo para “desgrudar” toxinas (ama) e expulsa-las pela pele através do suor é uma prática milenar e essencial na Ayurveda. Esta modalidade de terapia ayurvédica é chamada de Swedana e pode ser traduzida como a terapia do suor – conhecido popularmente como sauna.

Tanto na visão oriental quanto na ocidental, o suor é considerado uma ferramenta reguladora do corpo com função não apenas relacionada com o equilíbrio da temperatura, mas também como uma maneira de eliminar resíduos e materiais perniciosos que prejudicam o bom funcionamento do organismo.

No tratamento ayurvédico, o Swedana é realizado sempre após o Abhyanga (massagem) e nunca como uma prática isolada, além de preconizar o uso de ervas e óleos essenciais específicos para cada pessoa (Dosha) e não permitir que a cabeça receba o calor ao mesmo tempo que o corpo – apenas uma modalidade permite a cabeça dentro da sauna.

Benefícios e indicações:

– desintoxicação da pele e do tecido gorduroso: o calor perturba e agrava o tecido gorduroso (Medovahasrota) forçando que este excesso transborde e seja eliminado através do suor pela pele

– como parte do Panchakarma (processo de desintoxicação profunda de todo o corpo)

– como terapia de rejuvenecimento

– sensação de peso no corpo, sobrepeso, cansaço e letargia

– sensação de frio provocado por resfriados e por constituição Vata (Dosha)

– insônia, estresse, dores de cabeça

– para eliminar o excesso dos três doshas, especialmente desequilíbrios Vata e Kapha

– apetite deficiente e digestão lenta ou ineficiente

– reumatismo e artrite

– doenças respiratórias como asma, bronquite, renite e sinusite

– dores e rigidez articulares

-hemorróidas

Existem treze tipos de Swedana descritos pela Ayurveda, com inúmeras variações de modalidades que vão desde a aplicação de calor local através de compressas e banhos quentes de imersão até saunas em construções elaboradas e abastecidas com madeira especial: Sankara, Prasthara, Nadi, Parisheka, Avagahana, Jentaka, Kuti, Ashmagna, Bhu, Kumbhika, Karshu, Holaka e Kupa.

Estas modalidades podem ser classificadas em três grupos principais:

Sauna seca: Karshu (é feito um buraco na terra onde é feito o fogo e quando está livre de fumaça, uma cama é colocada sobre o buraco e coberta com cobertores), Kuti, Bhu, Holaka, Kupa e Ashmagna* (pedras quentes ).

Sauna com vapor: Prasthara* (ervas quentes em compressas de seda ou algodão sobre o corpo), Nadi * (aplicação de vapor local com vaporizador), Parisheka, Avagahana, Jentaka* (sauna em que a pessoa entra completamente em um ambiente contendo vapor de ervas)

Sauna local (utilizam outros materiais além de água e ervas): Sankara (Pinda Sweda e Patra Potali estão incluídos), pode ser de aplicação local ou sistêmica.

pindasweda 1170x400 - 19. Ayurveda - Tratamentos - Pinda Sweda

19. Ayurveda – Tratamentos – Pinda Sweda

O Pinda Sweda é uma massagem feita com trouxinhas quentes de arroz previamente preparado com ervas tonificantes, nutritivas e leite.

Por ser um tratamento altamente nutritivo e relaxante, é indicada para:

Todas as doenças de Vata, elimina as obstruções, estimula a circulação sanguínea, remove dejetos do corpo, aumenta Pitta, fortalece a digestão e aumenta Ojas*.

É uma forma de Swedana (calor) e torna o corpo flexível, remove a rigidez e o edema das articulações.

Tonifica o corpo deixando-o forte, vigoroso e bem desenvolvido e nutre a pele promovendo brilho e beleza.

É muito rejuvenescedor, melhorando o funcionamento dos sentidos.

As pequenas trouxinhas de arroz são aplicadas quentes sobre todo o corpo após uma massagem com óleo.

A técnica beneficia o alívio de várias desarmonias como: reumatismo, osteoartrite, gota, contraturas musculares, paralisias, sistema nervoso  e outras que tem a Pinda como indicação.

Indicações:

– Doenças do sistema nervoso

– Sequelas de AVC (derrame)

– Trabalha tonificando a musculatura

– doenças degenerativas como distrofia muscular progressiva

– Dificuldade de movimentação e confusão nos sentidos.

Contra indicações:

– Excesso de ama (toxinas) no corpo

– Condições kapha como obesidade e letargia

– Pessoas com pele muito oleosa e acneica.

Previne o sono excessivo por promover um sono mais profundo, insônia, hipertensão arterial, diabetes, problemas de pele e rugas.

* substância sutil que produz a sensação de felicidade, contentamento e prazer em nosso corpo, pode ser representada pela serotonina na medicina ocidental.