fbpx

Kosa1 1 600x300 - As camadas da mente

As camadas da mente

Kos´a significa literalmente “bainha”, mas aqui é utilizado como o sentido de camada.

1. Annamaya Kos’a – A “camada feita de comida”, o corpo físico, aquela de desempenha papeis dirigida pela mente no plano físico.

2. Prán´amaya Kos’a – A camada prânica, o envoltório de energia vital.

3. Kámamaya Kos’a – Kama significa “desejo/prazer” – é responsável pela atração e aversão a estímulos sensoriais e suas respectivas respostas físicas.

4. Manomaya Kos’a – o nível mental – responsável por pensamentos em profundo, inconsciente, sonhos, memória, intelecto e experiências de prazer e dor.

5. Atimánasa Kos’a – primeira camada supra mental -responsável pela criatividade, pelos insights de natureza criativa e por armazenar os sam’skáras.

6. Vijinánamaya Kos’a – segunda camada supra mental – responsável pela intuição, pela discriminação (viveka) e pelo desapego (vaeragya).

7. Hiranyamaya Kos’a – terceira camada supra mental – camada responsável pela aspiração e atração pelo Infinito, pela bem aventurança.

8. Átman – A alma em si, a pura consciência – Além da mente, além dos gunas, a própria consciência, purusha, Deus.

1 1 1 600x300 - Raízes acústicas dos chakras

Raízes acústicas dos chakras

1 1 - Raízes acústicas dos chakras

Além de controlar os elementos do corpo, as propensões mentais e as camadas específicas da mente, os chacras também estão ligados com sons particulares, cada chakra tem um “mantra semente” (biija), e na maioria dos desenhos dos chakras este mantra está escrito em Devanagari no centro do chakra.

As raízes acústicas dos chakras ou biijas também também tem cores relacionadas a elas e cada vibração representa uma ideia particular e, portanto, cada ideia tem um som de vibração e uma cor vibracional.

Por exemplo, se você está rindo você vai fazer os sons “ha, ha, ha.” O som “ha, ha” é o som de raiz para a ação de rir. Da mesma forma a raiz sons para cada um dos cinco elementos (sólido, líquido, luminoso, aéreo e etéreas) são os seguintes biija mantras:

Fator Sólidos Muladhara Lam pronunciado como a palavra “pulmão” em inglês
Fator Líquido Svadhisthana Vam o “v” é pronunciado como um “w”
Fator Luminoso Manipura Ram pronunciado como a palavra degrau em inglês
Fator Aéreo Anahata Yam o “y” é pronunciado como um “j”
Fator Etéreo Vishuddha Ham pronuncia-se como a palavra “pendurado” em inglês
Estes sons de raiz são frequentemente mostrado em diagramas dos chakras e são usados em aulas avançadas de meditação.

Além destes biija mantras para os cinco fatores, existem outros sons importantes embutidos nos chakras. Como vimos, cada uma das 50 pétalas relacionadas aos chakras está associada a uma determinada glândula, que secreta hormônios e regula uma determinada propensão mental. Cada uma destas pétalas, vritis, tem um som correspondente, e, em alguns diagramas dos chakras estes sons estão escritos nas pétalas, em Devanagari. Estes 50 sons compreendem as vogais e consoantes do alfabeto sânscrito.

sub chakras 600x300 - Sub Chakras

Sub Chakras

fine byr buddha1 - Sub Chakras

Lalana chakra

Este chakra se espalhada na parte de trás da garganta, por baixo baixo da língua e pelo céu da boca até a ponta da língua e do nariz.
Ele é usado como ponto de concentração na meditação avançada.

Guru Chakra

Na meditação yogue sutil existe outro chakra situado logo abaixo da coroa da cabeça. Ele é chamado de Guru Chakra. Anandamurti ensina que o guru chakra é o lado interno do chakra sahasrara e está situado abaixo da glândula pineal.

kundalini 1 600x300 - Kundalini e Samadhi

Kundalini e Samadhi

A energia divina latente

Outra importante descoberta feita pelos primeiros yogues foi que, na base da coluna encontra-se a kundalinii, ou kulakundalinii.

Kundalinii é a energia divina latente um ser vivo. Os iogues dizem que ela se parece com uma cobra enrolada, adormecidos na primeira vértebra da coluna. Quando a kundalinii é despertada pela repetição de um mantra específico, ela sobe pelo shushumna nadi e, uma vez que atravessa os diferentes chakras, faz com que o yogue experimente uma proximidade maior com a Consciência Suprema.

Quando a kundalinii atinge o Sahasrara chakra o aspirante espiritual se funde com a Consciência Suprema. Este estado é chamado Nirvikalpa Samadhi.

Samadhi, portando é um estado no qual a mente do Sadhaka, aspirante espiritual, é dissolvida na Mente Cósmica.

Quanto o sentimento de “eu” unitário dissolve-se no sentimento de “Eu” cósmico.

Existem diferentes tipos de Samadhis – e a experiência de tais Samadhis também varia. Algumas vezes a pessoa escuta o som de uma flauta, algumas vezes ela escuta o som de guizos, algumas vezes o som de sinos, outra vezes o som de uma concha, o zumbido de abelhas, ou o som de aum.

Existem níveis de Samadhis, veja:

Nirvikalpa Samadhi – estado não-qualificado de auto-dissolução em Nirguna Brahma, 0 “eu” unitário dissolve-se no sentimento de “Eu” cósmico.

Savikalpa Samadhi – estado qualificado de auto-dissolução em Saguna Brahma, a percepção do “eu” permanece.

Quando o Sadhaka atinge Savikalpa Samadhi, são vários os possíveis estados de bem aventurança e de sensações que podem ser vivenciadas :

Salokya samadhi, por exemplo, é um estado no qual o aspirante sente que ele ou ela está no mesmo reino do que a sua meta. Onde eu estou, ali você está – esta espécie de sentimento constante permanece.

Samipya Samadhi, em que o devoto sente-se extremamente próximo do objeto de meditação.

Sayujya Samadhi, é aquele em que a pessoa sente o toque do Senhor.

Sarupya Samadhi, é quando o devoto sente-se completamente absorvido na forma do Senhor.

Sarshthi Samadhi, é o estado mais elevado de savikalpa samadhi.

Aqueles que experimentam esse estado não são capazes de explicar ou descrever, porque ele ocorre quando a mente para de funcionar e a consciência de que viveram a experiência só se dá quando a mente deixa este estado de absorção. Em seguida, eles experimentam ondas de felicidade extrema e podem assumir que estavam em nirvikalpa samadhi.

A possibilidade de entrar em samadhi vem depois de uma longa prática nesta vida, ou como um resultado de muita prática em uma vida anterior. É o ponto culminante de milhões de anos de desenvolvimento a partir de formas de vidas inferiores à humana e, finalmente, a fusão com a nossa natureza primeira.

Nadis 1  600x300 - Chakras, Vrttis e Nadis - Uma visão inicial

Chakras, Vrttis e Nadis – Uma visão inicial

chakras - Chakras, Vrttis e Nadis - Uma visão inicial
Os chakras são a chave para entender como a mente, o corpo e a alma estão conectados através de uma estrutura psíquica e espiritual do corpo humano.

Os primeiros iogues tântricos fizeram experimentos mentais em que meditaram sobre a natureza interna da mente e do corpo e observaram que ao longo da coluna vertebral, há um canal central chamado de Shushumna Nadi, e que este é cruzado, em determinados pontos, por dois outros canais, o Ida e o Pingala.

É importante colocar que estes canais não são de natureza física, não podem ser vistos em dissecações, mas são de natureza psíquica e espiritual.

Em todos os pontos onde estes canais se encontram, temos áreas especiais chamadas de Chakras.

Chakra significa círculo e de certa forma estes centros tem um formato circular, sendo que cada um deles tem características individuais.

Os chakras também são eventualmente chamados de lótus, pois ao redor deles os iogues observaram pétalas e dentro deles visualizaram formas e cores diferenciadas.

Os cinco primeiros chakras são pontos importantes do corpo, porque controlam fatores fundamentais (sólido, líquido, luminoso e aéreo) que compõem o corpo, bem como as cinco camadas básicas da mente. Na verdade os fatores fundamentais podem ser controlados através do controle destes centros. Os chakras podem ser pensados como “os diferentes lugares da mente para controlar os fatores fundamentais.”

Os chakras tem uma enorme importância para o Yoga, pois estão associados a glândulas que secretam hormônios e afetam a mente e o corpo. Os primeiros seis chakras estão ligados com as glândulas que controlam 50 propensões mentais básicas e cada uma das pétalas destes chakras é o ponto de controle de uma propensão.

Em sânscrito uma propensão mental é denominada Vritti . Devido a esta ligação glandular, os chakras desempenham um grande papel no bom funcionamento dos órgãos físicos e dos nervos que se encontram nas proximidade destes centros físicos. Toda a ciência das posturas de yoga é baseada neste conhecimento.

Entender os chakras e vrittis pode ajudar as pessoas a superar as dificuldades psíquicas. Por exemplo, se alguém tem um medo de falar em público, ele ou ela poderia fazer posturas de yoga (como o pavão [Mayurasana]) destinadas a reforçar o terceiro chakra. As tendências da timidez e medo estão ambas relacionadas ao terceiro chakra. Da mesma forma outro problemas psíquicos podem ser abordadas quando se tem um bom conhecimento dos chakras e das posturas de yoga.

Sem Título 1 600x300 - Sarashara Chakra

Sarashara Chakra

sahasrara1 - Sarashara Chakra

Plexo : Área motor suplementar
Glândulas : Pineal

Este chakra está localizado no alto da cabeça e é visualizado como uma flor de lótus com mil pétalas.

Há 1000 pétalas porque o chakra controla todo o possível expressão humana.

Observe que quando somamos os Vrittis dos 6 primeiros chakras, temos 50 propensões do ser humano, que pode funcionar interna ou externamente (x2) em dez direções diferentes (x10).

Quando multiplicamos temos 50 x 2 = 100 x 10 = 1000, que são as pétalas, propensões, controladas no Sarashara.

Ajna Chakra 600x300 - Ajna Chakra

Ajna Chakra

ajna1 - Ajna Chakra

Este é lugar pelo qual a pessoa recebe o conhecimento do passado, do presente e do futuro, pessoas assim são chamadas de Trikalajina.

Sentido da palavra: Autoridade, comando, poder ilimitado
Também conhecido como: Terceiro olho
Posição: Entre as sobrancelhas
Forma: Além da forma
Plexo : Hipotálamo
Glândulas : Pituitária

Ele é mais sutil do que o mais sutis dos cinco elemetos, vai além da influência dos cinco fatores fundamentais. Assim, ele se faz um ponto de concentração dos nadis, Ida, Pingala e Shushumna, estes três rios se encontram em trivenii, a principal sede da consciência. O terceiro olho é a consciência. Os dois olhos físicos viram o passado e vêem o presente, enquanto o terceiro olho revela a visão do futuro

Quando se penetra o sexto chakra, se vai para além da periferia de tempo, lugar e pessoa, além da dualidade entre Shiva e Shakti,  yin e yang e energias, energia masculina e feminina deixa de existir. O aspirante permanece apenas com um eu maior.

As duas pétalas de lótus representam duas propensões. O Sadhaka (aspirante) tem de discriminar e escolher entre Pará e Apara.

As 2 pétalas representam os vrttis, propensões, da mente que são controladas pelo chakra.

  1. Apara: Conhecimento mundano
  2. Para: Conhecimento espiritual

Vishuddha1 600x300 - Vishuda Chakra

Vishuda Chakra

vishuddha - Vishuda Chakra

Neste chakra temos o início do processo de transcendência, nos tornando mais livres dos desejos mundanos, trazendo o sadhaka (aspirante) mais próximo do cominho do conhecimento total, que só pode ser atingido pelo aumento da capacidade de concentração.

Sentido da palavra: Pureza imaculada
Também conhecido como: Plexo sideral
Posição: Garganta
Forma: Sem forma / amorfo
Cor: Todas as cores, muito colorido
Elementos: Eter
Vibração média tanmátra: Auditiva
Plexo : Cervical
Glândulas : Tireóide e Paratireóide

As 16 pétalas representam os vrttis, propensões, da mente que são controladas pelo chakra.

Sadaja: Raiz acústica, som do pavão
Rsabha: Raiz acústica, som do touro ou boi
Gandhara: Raiz acústica, som da cabra
Madhyama: Raiz acústica, som do cervo
Paincama: Raiz acústica, som do cuco
Dhaevata: Raiz acústica, som do burro
Nisada: Raiz acústica, som do elefante
Onm: Raiz acústica da criação, preservação e dissolução
Hummm: Som de despertar da Kundalini
Phat: Pratica, colocar uma teoria em prática
Vaosat: Expressão do conhecimento mundano
Vasat: Bem-estar na esfera sutil
Svaha: Realizando ações nobres, boas ações
Namah: Rendição ao supremo
Visa: Expressão de repulsa
Amrta: Expressão de doçura

Anahata2 1 600x300 - Anahata Chakra

Anahata Chakra

anahata1 - Anahata Chakra

Este chakra precisa ser preparado para que possamos, para que possamos ouvir o OM cósmico com nossos ouvidos internos.

Sentido da palavra: Som sagrado não golpeado*
Também conhecido como: Plexo solar
Posição: Centro do peito, coração
Forma: Circular
Cor: Verde esfumaçado
Elementos: Air
Vibração média tanmátra: Toque
Plexo : Coração
Glândulas : Timo
Propriedades relacionadas com outros Chackras : Vishudhda – Audição

*Refere-se nesse caso ao som que o aspirante espiritual ouve ao chegar ao Anahata Chakra, pois ele começa a ouvir o “som de fundo” do universo. AUM. Todo e qualquer som audível é resultante de dois objetos se golpeando, ou se chocando, o que produz ondas sonoras no meio gasoso (ar). Quando o aspirante eleva a mente até os vrttis positivos do Anahata ele ouve, na sua mente, o som de fundo do universo.

As 12 pétalas representam os vrttis, propensões, da mente que são controladas pelo chakra.

    1. Asha: Esperança
    2. Cinta: Preocupação
    3. Cesta: Esforço
    4. Mamata: Possessividade, amor
    5. Dambha: Vaidade
    6. Viveka: Consciência, discriminação
    7. Vikalata: Dormência mental devido ao medo
    8. Ahamkara: Ego
    9. Lolata: Avareza
    10. Kapatata: Hipocrisia
    11. Vitarka: Argumentação excessiva
    12. Anutapa: Arrependimento

manipura 1 600x300 - Manipura Chakra

Manipura Chakra

manipura - Manipura Chakra

Ao passar por este chakra temos um grande desenvolvimento da capacidade intelectual e simultaneamente da nossa intuição.

Sentido da palavra: A casa do tesouro do devoto
Também conhecido como: terceiro chakra
Posição: umbigo
Forma: Triangular
Cor: Vermelho
Elementos: Fogo
Vibração média tanmátra: Quente
Plexo : Solar
Glândulas : Adrenais / Pâncreas
Propriedades relacionadas com outros Chakras: Anahata – Toque / Vishudhda – Audição

As 10 pétalas representam os vrttis, propensões, da mente que são controladas pelo chackra.

  1.  Lajja: Acanhamento, vergonha
  2. Pishunata: Tendência sádica
  3. Iirsa: Inveja
  4. Susupti: Imobilidade, sono excessivo
  5. Visada: Melancolia
  6. Kasaya: Rabugentisse
  7. Trsna: Desejo de aquisição
  8. Moha: Paixão
  9. Ghrna: Ódio, repulsa
  10. Bhaya: Medo

swadhisthana1 600x300 - Svadhisthana Chakra

Svadhisthana Chakra

swadhisthana - Svadhisthana Chakra

Este chakra pode nos proporcionar um poderoso auto controle.

Durante a vida humana muitos desafios surgem e o fortalecimento dele nos ajuda muito a transpor nossos obstáculos.

Sentido da palavra: Sede da minha própria energia
Também conhecido como: Segundo Chakra
Posição: Na raiz do orgão sexual
Forma: Uma lua crescente, com as pontas para cima
Cor: Branco
Elementos: Liquido
Vibração média tanmátra: Gosto
Plexo : Sacral
Glândulas : Gônadas
Propriedades relacionadas com outros Chackras : Manipura – Visão / Anahata – Toque / Vishudhda – Audição

As 6 pétalas representam os vrttis, propensões, da mente que são controladas pelo chakra.

Avajiná: Rebaixamento dos outros
Múrcchá: Estupor psíquico, falta de bom senso
Prashraya: Indulgência
Avishvasa: Falta de confiança
Sarvanásha: Pensamento da certeza de aniquilação
Kruratá: Crueldade

Muladhara1 600x300 - Muladhara Chakra

Muladhara Chakra

img 330299 hebert vianna - Muladhara Chakra

Acreditamos que a forma mais prática e simples de explicar um conceito como este é um exemplo, pois bem, acho que temos um que é perfeito.

Quando Herbert Viana, vocalista do Paralamas do Sucesso, pessoa de quem, por sinal, gosto muito, sofreu o seu acidente, foi muito comentado o fato de que Herbert tinha perdido massa encefálica.

Ou seja, no trauma sofrido com a fratura craniana, parte do cérebro de Herbert foi tão violentamente lesionado que precisou seu retirado nas várias cirurgias pelas quais ele passou.

Logo no começo do processo, ele não conseguia falar, perdeu parte da memória, não conseguia nem mesmo controlar muito da sua motricidade.

Não foram meses de recuperação, foram anos!

As partes não lesionadas do seu cérebro tiveram que aprender a fazer as funções das regiões que tinham sido lesionadas, pois bem, isso é neuroplasticidade !

E hoje, esse cara incrível, sobe em um palco e toca para milhares de pessoas !

Infelizmente, a medula óssea não se regenera e não consegue se adaptar como as regiões cerebrais, não existe uma troca de funções, de tal forma que esse nosso guerreiro faz shows em uma cadeira de rodas.

Se as regiões do nosso cérebro tem uma plasticidade tão grande a ponto de assumir funções de outras regiões, por que não teriam a capacidade de caminhar em uma direção diferente e se adaptar a outros padrões sem ter sofrido nenhum dano?

É tudo treino!

A plasticidade neuronal nos garante a possibilidade de em algo como 6 meses transformar nossas vidas, obviamente em uma direção muitíssimo melhor.

Salve Herbert Viana, seu exemplo e sua capacidade de superação!